Overblog Suivre ce blog
Editer l'article Administration Créer mon blog
O trampolim de intercâmbio sócio-cultural entre as gerações da Luso, de África e do Mundo

MUNDIALUSO

O trampolim de intercâmbio sócio-cultural entre as gerações da Luso, de África e do Mundo

Lei inglesa declara maddie como morta

com

Procedimento estipulado ao fim de sete anos de desaparecimento. Pais recusam aceitar.

"A Madeleine continua viva até que alguém diga o contrário." Kate McCann recusa-se a acreditar que a filha já não esteja viva a poucos dias de passarem sete anos - no dia 3 de maio - do desaparecimento da menina, que em 2007 tinha três anos, na Praia da Luz, Algarve. Nessa altura, a criança pode vir a ser declarada no seu país como morta, conforme está estipulado pela lei britânica para alguém que desapareceu há mais de sete anos, mesmo sem que as autoridades encontrem o corpo. Os amigos do casal de médicos ingleses dizem que Gerry e Kate estão conscientes da possível declaração de morte da menina. "Eles acreditam que a filha está viva e não concordam com o certificado de morte. É a última coisa que está na cabeça deles", disse aos jornalistas Clarence Mitchell, porta-voz do casal. Recorde-se que nos últimos tempos a polícia britânica, também com base em informações que recebeu da Judiciária, tem surgido com novas pistas sobre o caso. Os investigadores centram-se agora na procura de um predador sexual que atacou meninas no Algarve - fez pelo menos dez vítimas - entre 2004 e 2006. Os ataques ocorreram em casas arrendadas por famílias britânicas. Maddie McCann desapareceu quando dormia com os irmãos bebés num dos apartamentos do Ocean Club, em 2007. A polícia britânica, que já divulgou retratos-robôs de potenciais suspeitos, aposta tudo na pista do predador sexual. Quanto ao certificado de presumível morte, é assinado no tribunal, mas para já os pais de Maddie recusam-se a aceitar que esta não esteja viva: querem ver exploradas todas as pistas por rapto na noite de 3 de maio de 2007. Nesta entrevista à imprensa inglesa, só falou Kate. Gerry optou por não se pronunciar. O casal diz estar satisfeito com os avanços da polícia britânica.

 

Print
Repost

Commenter cet article